Barba cheia, bigode, cavanhaque… O que sua barba diz sobre você

PorPedro Katchborian 6 de outubro de 2017

O que você pensa quando vê um cara de cavanhaque? Ou qual é o tipo de conclusão que é possível ter ao avistar um sujeito ostentando uma barba longa? É fato que associamos traços da personalidade das pessoas com base em sua aparência – e isso não é diferente com a barba.

A maneira de usar os pelos faciais pode ir muito além de simplesmente escolher um estilo ou outro. Para provar isso, conversamos com Paulo Danttas, da rede Club Men Salon, que deu dicas sobre o que a barba quer dizer. “Barba tem diversos estilos: lenhador, cavanhaque, spartana. Cada um se encaixa no que se identificar mais”, afirma.

Allan Peterkin, autor do livro One Thousand Beards: A Cultural History of Facial Hair, deu entrevista ao Huffington Post e também falou sobre as primeiras impressões que pessoas têm ao se deparar com os mais variados estilos. Veja abaixo:

O que sua barba diz sobre você

Barba cheia

Peterkin diz que a barba cheia, por exemplo, é vista como um visual de homens mais velhos. “Barbas cheias sempre tiveram associações religiosas (como Moisés ou Jesus). É um estilo antigo, mas com certeza vemos muitos homens usando atualmente”, afirma. Paulo Danttas reforça que o estilo de barba cheia costuma ser vista como mais “bruta” ou “ogra”.

Cavanhaque

Os que preferem o cavanhaque podem ser vistos como mais ousados, como diz Danttas, mas Allan reforça que é um estilo que era moda em meados da década de 90. Segundo o especialista, o visual foi tão usado naquela época que acabou se desgastando.

Barba por fazer

A famosa “barba por fazer” também foi analisada por Peterkin, que disse que esse visual costuma passar a impressão de que o homem está antenado nas últimas tendências. Ele lembra, no entanto, que apesar do visual dar a impressão de que não exige cuidado, é necessário.

Bigode

O bigode pode passar algumas impressões. “Pode dar um ar de seriedade maior”, diz Danttas. Peterkin lembra que esse visual às vezes pode passar alguma arrogância. Lembrando que os mais antigos também usavam bigode. Peterkin diz que o estilo “vem com uma bagagem”, lembrando que o visual já teve conotações sexuais, mas que os mais jovens que são confiantes o suficiente podem usar o bigode de qualquer jeito e não se importar.

Sem barba

Danttas diz que qualquer barba vai passar um visual mais maduro. Já Peterkin afirma que o estilo sem barba atualmente é atrelado a um estilo “preppy”, que em tradução livre seria como “mauricinho”. No entanto, ele acredita que a tendência é que homens voltem para um estilo mais limpo.

Leia também

Mais Recentes