Pessoas vaidosas ganham salários maiores, aponta estudo

PorRafael Nardini 19 de dezembro de 2017

Uma pesquisa que reuniu dados durante 13 anos e foi organizada pelos pesquisadores Jacyln Wong, da Universidade de Chicago, e Andrew Penner, da Universidade da Califórnia, analisou a associação entre ser uma “pessoa atraente” e os benefícios para disso para conseguir melhores salários. Foram ouvidas cerca de 15 mil pessoas, que deram informações aos pesquisadores sobre seus hábitos de cuidados pessoais e seus vencimentos anuais.

Os pesquisadores Wong e Penner se apoiam em algumas ideias centrais. Por exemplo, o estudo aponta que, dependendo de outros fatores como idade, raça, classe e educação, homens e mulheres classificados como “mais atraentes” chegam a ganhar até 20% mais do que pessoas entendidas como “menos atraentes”. E mais: enquanto pessoas “atraentes”, mas “desleixadas” ganham em média pouco mais que US$ 26 mil por ano, os menos atraentes e “arrumados” chegam a receber salários anuais de US$ 40 mil.

Os pesquisadores têm várias explicações para isso. Alguns dizem que é discriminação contra pessoas que são vistas como não “atraentes”. Alguns pensam que existe um viés subconsciente, no qual assumimos que, porque as pessoas são consideradas “bonitas” também possuem outros traços positivos de personalidade. Outros estudos já indicavam, aliás, que pessoas “atraentes” são muitas vezes percebidas como mais inteligentes, mais confiáveis ​​e mais cooperativas, o que nem sempre é uma realidade, no entanto.

Leia também

Mais Recentes