4 motivos para você nunca espremer espinhas

PorPedro Katchborian 22 de setembro de 2017

Você acorda uma manhã, olha para o espelho e vê uma espinha prontinha para ser estourada. Seus dedos indicadores pressionam a pele e você aguarda ansiosamente pelo barulho dela estourando. Um prazer nojento, mas, ainda assim, um prazer. Por mais gostoso que seja se livrar daquela espinha, saiba que você nunca – nunca – deve fazer isso.

Os motivos para segurar o ímpeto de estourar são vários — tanto pensando em saúde quanto estética. E nessa brincadeira toda até a sua barba pode acabar falhada.

Por que espremer espinha faz mal

1. Você está impedindo o seu corpo de se curar

Acne é a resposta do seu corpo a poros bloqueados devido à produção excessiva de sebo ou por disfunções hormonais. A espinha simplesmente significa que o seu corpo está fazendo o trabalho dele em se curar. “Se você pensar que as espinhas são áreas de pele em que seu corpo está tentando se curar, você não deve cutucar”, diz Erin Gilbert, dermatologista, em entrevista à Allure.

2. Você pode tornar a espinha ainda pior

Já deve ter rolado: você espreme a espinha e, no dia seguinte, ela está lá, ainda maior, assim como a sua vontade de estourá-la. “Quando você estoura uma espinha, você está colocando bactéria e sujeira do seu dedo na espinha”, diz Sejal Shah, também em entrevista para a Allure. “Isso pode tornar a espinha mais vermelha, inflamada e infectada”, completa.

3. Você pode criar mais espinhas

É, dessa nem todo mundo sabe. Quando você vai lá feliz e espreme a espinha, você está espalhando mais bactérias e óleos no seu rosto. E quando isso acontece, ao invés dela sumir, vão surgir mais espinhas.

4. Você pode causar uma cicatriz (e prejudicar sua barba)

Quando estouramos uma espinha, o fazemos principalmente por dois motivos: pelo simples prazer e pelo fato de querer tirar aquilo do nosso rosto. Mas uma espinha pode causar uma cicatriz para toda a vida.

A cicatriz pode ser pior ainda com a acne cística — a famosa espinha interna. “Essas cicatrizes podem ser muito difíceis de serem tratadas depois que ocorreram”, diz Gilbert. Para os homens as cicatrizes podem ser ainda piores, já que elas podem causar falhas na barba — o que ninguém quer, certo?

Como tratar uma espinha espremida

Mesmo sabendo de tudo isso, você não se aguentou e sentou o dedo na espinha… Calma, tem salvação: primeiro, é provável que se forma uma casquinha onde você apertou. O mais importante de tudo é não mexer ali…As chances de você criar uma cicatriz se ficar cutucando no machucado são altas. Dependendo da espinha, às vezes é melhor marcar uma consulta no dermatologista — que vai te passar uma pomada para cicatrizar a ferida da melhor maneira possível.

Leia também

Mais Recentes