5 hábitos que estão piorando a oleosidade da sua pele

PorVinicius Tamamoto 19 de novembro de 2018

A pele masculina é mais oleosa do que a feminina. Como já explicamos aqui, isso acontece porque os homens têm mais glândulas sebáceas, responsáveis pela produção de sebo, do que as mulheres. Além da aparência, a pele oleosa é mais propensa ao desenvolvimento de doenças, como dermatites e micoses. Isso sem falar no incômodo causado pelas acnes.

Entre as dicas para amenizar o problema da oleosidade estão evitar banhos muito quentes e usar produtos específicos para esse tipo de pele. Mas há muitos hábitos que  podem agravar a situação dos homens que têm pele oleosa. Listamos abaixo os principais.

Hábitos que pioram a oleosidade da pele masculina

1. Lavar muito o rosto

Ao perceber excesso de oleosidade, é comum que o homem lave o rosto várias vezes ao dia. Isso pode aumentar ainda mais a produção de sebo por causa do efeito rebote: o organismo percebe que há pouco óleo natural e trabalha para produzir mais. O ideal é lavar o rosto apenas duas vezes ao dia, de manhã e à noite.

2. Ser dominado pela ansiedade

O estresse aumenta os níveis de cortisol, que têm ligação com as glândulas sebáceas, aumentando a oleosidade da pele. Como resultado, pessoas estressadas ou ansiosas além do normal podem desenvolver, entre outros problemas, acnes e caspa.

3. Comer errado

Segundo o dermatologista Caio Lamunier, da Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD) e do Hospital das Clínicas de São Paulo, a alimentação é um tema controverso. Estudos mostram que o chocolate ou alimentos gordurosos, antes tidos como vilões, não influenciam na produção do sebo, mas o açúcar, sim. “Alimentos muito calóricos aceleram o metabolismo e as glândulas sebáceas”, alerta.

4. Não cuidar do rosto

Não é muito demorado cuidar do rosto. Lavar, hidratar e proteger do sol já são ações que ajudarão a manter a saúde da pele, controlando a oleosidade. O importante é usar produtos específicos para esse tipo de cútis. Na hidratação, por exemplo, prefira sérum ou gel, bem mais leves do que os cremes tradicionais.

5. Ignorar o fator poluição

Quem vive nas grandes cidade precisa redobrar os cuidados com a pele. A camada de poluição pode obstruir os poros, piorando a saúde cutânea. Por isso a limpeza de pele é tão importante. Além do procedimento de rotina, é recomendável tratamentos mais profissionais, realizados em clínicas de estética. Eles podem ser feitos em intervalos de 30 a 40 dias por quem tem muitos cravos ou a cada três meses para quem não sofre tanto com o problema.

Agora que já sabe o que não fazer, veja o que pode ser benéfico clicando aqui. 🙂

Leia também

Mais Recentes