Como cuidar da pele oleosa masculina em 4 passos

PorVinicius Tamamoto 19 de junho de 2018

É muito comum que os homens sofram com a pele oleosa. Nós já falamos aqui que a pele masculina costuma ser mais oleosa do que a feminina. Isso acontece porque temos mais glândulas sebáceas, responsáveis pela produção de sebo. Fatores hormonais, medicações e doenças, por exemplo, podem alterar o comportamento dessas glândulas, que podem aumentar, diminuir, ressecar ou ser estimuladas em sua produção.

O aspecto oleoso da pele, principalmente do rosto, pode ser embaraçoso para muitos homens. Mas, além da questão estética, a pele oleosa é mais propensa a desenvolver problemas. Entre eles estão espinhas, dermatites e micoses. “Para tratar essas doenças, o paciente deve cuidar do controle da oleosidade da pele”, explica o dermatologista Caio Lamunier, da Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD) e do Hospital das Clínicas de São Paulo.

Nem tudo é azar. “A pele oleosa envelhece mais devagar por causa dessa espécie de camada de proteção”, pontua Caio. Em conversa com o prontoprojogo,com, o médico listou algumas dicas que podem ajudar a controlar a oleosidade da pele dos homens.

Como controlar a oleosidade da pele masculina

1. Evite banho quente

A pele oleosa se dá melhor com água morna ou fria. Temperaturas altas estimulam a produção das glândulas sebáceas, que passam a produzir mais sebo.

2. Use produtos específicos

O médico indica o uso de sabonetes que tenham ácido salicílico na forma. Eles ajudam no controle da oleosidade. Géis de limpeza para o rosto também são indicados e podem ser usados de duas a três vezes ao dia.

3. Esqueça cremes

Quem tem a pele oleosa deve evitar o uso de substâncias cremosas na pele, como hidratantes ou bloqueadores solar. “Prefira protetores em loção, com toque seco”, sugere o dermatologista.

4. Cuidado com alimentos muito calóricos

A alimentação é um tema controverso quando o assunto é pele oleosa. Estudos mostram que o chocolate ou alimentos gordurosos, antes tidos como vilões, não influenciam a produção do sebo, mas o açúcar, sim. “Alimentos muito calóricos aceleram o metabolismo e as glândulas sebáceas”, alerta.

Se a sua pele é oleosa, provavelmente seu cabelo também. Veja dicas de como cuidar do cabelo oleoso aqui.

Leia também

Mais Recentes