As 16 camisas mais bonitas do futebol na temporada 2017-2018

PorRafael Nardini 20 de novembro de 2017

Com a temporada europeia recém iniciada, os uniformes foram, enfim, lançados oficialmente. E aí que aquela camisa que você viu em uma imagem de baixa qualidade e achou linda tornou-se, de fato, realidade. Já está disponível nas lojas… Mas, bem, aí é outra história, certo? Nem sempre sobra dinheiro para pagar tanto boleto e garantir as camisas mais bonitas do futebol.

Antes mesmo de começar a ler, já é bom avisar: é possível que você se decepcione. Não há nenhuma chance de fazer uma lista que envolva o esporte mais passional da Terra e não acabar desagradando alguém. Portanto, sabemos que você vai, sim, olhar para uma ou outra escolha e dizer para tela do computador: “Poxa, mas faltou a camisa do Juventus da Móoca” ou “Não é possível que eles colocaram o Palmeiras e deixaram o Timão de fora”. Sempre vai faltar alguma. Espero que entendam. E que tenham rolado mais gols do que bolas fora.

O critério foi tentar misturar clubes brasileiros, europeus e latino-americanos. É que normalmente as listas acabam priorizando demais os clubes da Europa, como se nós não tivéssemos por aqui algumas das camisas mais bonitas do futebol. Vamos lá?

As camisas mais bonitas do futebol

1. Sampdoria (Joma)

“La maglia più bella del mondo” (“A camisa mais bonita do mundo”, em tradução livre). É a frase estampada no interior da camisa da Sampdoria. Pode ser que não seja exatamente a mais bonita do mundo futebolístico, mas é impossível discordar que a equipe italiana entra em campo trajando a mais pura classe.

2. Vélez Sarsfield (Umbro)

O enorme “V” em branco com punhos e golas bem cortadas. O Vélez Sarsfield, campeão da Copa Libertadores de 1994 num Morumbi lotado, é pouco lembrado, mas possui um dos uniformes mais lindos da América do Sul.

3. Atlético Paranaese (Umbro)

A equipe paranaense decidiu caprichar com a terceira vestimenta. Apenas pequenas listras vermelhas saltam de um intenso negro. As letras “embaralhadas” do distintivo também ganhou um enorme destaque. Fino.

4. Benfica (Adidas)

Gola polo, patrocinador e fornecedora de material sem querer chamar toda atenção e corte retrô. O modelo veio como tributo ao eterno Eusebio, o primeiro craque português a dominar o planeta, lá nos idos de 1960.

5. Bayern de Munique (Adidas)

Outra homenagem das mais bem feitas. Aqui a equipe da Baviera relembra a Copa Europeia de 1974, dos craques Gerd Muller e Franz Beckenbauer. São quatro linhas verticais brancas para contrapor o vermelho vibrante característico do Bayern. Golas e punhos simples completam a peça.

6. Torino (Kappa)

Como a ausência de patrocinadores faz bem. Não que a camisa do Torino precise de muito para ganhar destaque. Há ainda, caso não tenha reparado, uma marca d’água com um touro, o símbolo da equipe e da cidade italiana de Turim.

7. Milan (Adidas)

Aí vai um time que raramente erra justamente por evitar ousadias e modismos desnecessários. Os rossoneri (rubronegros) de Milão estão novamente com uma indumentária classuda para desfilar em campo.

8. Boca Juniors (Nike)

O Boca é outro que resolveu voltar com tudo ao tradicional azul + amarelo. Com o template Vapor, da Nike, a camisa ganhou um estilo mais ajustado ao corpo.

9. Borussia Dortmund (Puma)

O segundo uniforme desta temporada é negro com detalhes em amarelo nas mangas, acompanhado pelo logo da Puma. Simples, direto e com um contraste bem construído.

10. Peñarol (Puma)

Falando em amarelo e preto, não teria como deixar de lembrar dos carboneros uruguaios. Um dos maiores vencedores da história da Libertadores, o clube respeita e ama tanto o torneio que proíbe o uso de patrocinadores nos uniformes para a copa sul-americana. Tradição e força para ninguém botar defeito.

11. Grêmio (Umbro)

Outro time para lá de copeiro. Os gremistas ganharam um uniforme com mais azul e menos preto e branco. São três faixas negras na frente da camisa. Por outro lado, mangas e laterais da camisa passam a ser azuis.

12. Palmeiras (Adidas)

A mais recente camisa palestrina é também a mais bonita. Um lindo contraste entre um verde escuro com o dourado. A peça é uma referência ao passado da equipe, mas garantia também que a atualidade pode ser boa. Ou, no mínimo, bonita.

13. Liverpool (New Balance)

O vermelho dos Reds (desculpe o trocadilho) ficou mais intenso, mais escuro que o comum. A referência vem dos 1970, época para lá de dourada da equipe inglesa. O escudo traz alusão aos 125 anos de vida do clube, comemorados recentemente.

14. Fiorentina (Le Coq Sportif)

A consagração do “menos é mais”. A camisa roxa mais famosa do mundo bola — a mais bonita do planeta para muitos. Há uma marca d’água nas mangas com o emblema da equipe de Florença. Você sabe: é que Fiorentina é sinônimo de camisa bonita de futebol.

15. Chapecoense (Umbro)

A equipe de Santa Catarina, espécie de segundo time dos torcedores brasileiros, tem acertado diversas sem parar no lançamento dos uniformes. Para esta temporada, o destaque é a camisa branca, que ganhou detalhes em verde limão.

16. Manchester City (Nike)

Um dos modelos mais sóbrios dos Citizens. Sem grandes detalhes, sem exageros. Apenas um lindo azul, um lindo distintivo e muito equilíbrio. A Nike foi buscar na temporada vencedora de 1967-1968 a referência para criar detalhes nas meias da equipe.

Leia também

Mais Recentes