A importância de beber água: benefícios para a saúde e diferenças entre os tipos do líquido

PorAretha Yarak 8 de novembro de 2017

A água é um nutriente essencial à saúde. Ela compõe cerca de 60% do peso do corpo humano, sendo essencial para o funcionamento de todos os órgãos e sistemas do organismo. Sem ela, seria impossível controlar a temperatura, eliminar resíduos, metabólitos tóxicos e outros compostos, além de lubrificar as articulações e proteger alguns tecidos sensíveis, a exemplo do cérebro. Por isso, é fundamental beber água. Até mesmo em níveis bem leves, a desidratação pode resultar em falta de energia e cansaço.

Embora muito se diga que o consumo ideal de líquidos seja de 2 litros por dia, a verdade é que essa quantidade varia muito de pessoa para pessoa. Alguns fatores devem ser levados em consideração, como prática de exercícios físicos, o ambiente (locais muito secos exigem maior consumo, por exemplo), estado de saúde e até mesmo gestação e amamentação. É importante lembrar ainda que cerca de 20% do consumo diário costuma vir da alimentação e de outras bebidas, que não a água.

Por que é importante beber água?

Cerca de 60% do peso do corpo humano é formado por… água! Por isso, é essencial que o líquido seja reposto em níveis adequados todos os dias. Do contrário, a função de fluidos digestivos, circulatórios, de transporte de nutrientes e metabólitos e até mesmo o controle da temperatura ficam comprometidos. Ela está presente ainda no fluido celular e ajuda a equilibrar os eletrólitos do organismo. Por isso, pessoas desidratadas tendem a sentir mais fadigas musculares, já que as células não conseguem trabalhar direito.

Em linhas gerais, todos os sistemas e órgãos do organismo são altamente dependentes da água para funcionar corretamente. Na sua privação, a pele fica com aparência ressecada e mais propensa a lesões e infecções, há mais chances de pedras nos rins e de constipação intestinal. Quando o corpo precisa do líquido, o cérebro envia sinais que “ligam” o mecanismo da sede.

Beber água demais faz mal?

O consumo exagerado do líquido pode causar intoxicação por água, uma condição conhecida como hiponatremia e caracterizada pela baixa concentração de sódio no sangue. Os sintomas incluem vômitos, confusão mental e náuseas. É possível ainda identificar o consumo excessivo em urinas sem coloração. Em casos extremos e raros, isso pode causar convulsões, coma e até levar à morte. Na dúvida, a melhor maneira de saber se você precisa beber mais água é sentindo sede.

O que é água mineral?

De acordo com o “Código de Águas Minerais”, um documento federal, água mineral são “aquelas provenientes de fontes naturais ou de fontes artificialmente captadas que possuam composição química ou propriedades físicas ou físico-químicas distintas das águas comuns, com características que lhes confiram uma ação medicamentosa”. O documento chama ainda de “‘águas potáveis de mesa’ as águas de composição normal provenientes de fontes naturais ou de fontes artificialmente captadas que preencham tão somente as condições de potabilidade para a região”.

O que é água alcalina?

O termo alcalino diz respeito ao pH do líquido. A água normal costuma ter valores em torno de 7, o que indica um pH neutro. Já a alcalina chega a níveis 8 ou 9. Embora ainda seja preciso muito mais pesquisas para confirmar seus reais benefícios à saúde, algumas evidências já mostram que a água alcalina evita o refluxo gástrico, pode melhorar condições como pressão alta, diabetes e colesterol alto, e melhorar a circulação sanguínea.

Por que beber água emagrece?

Beber água antes das refeições pode ajudar a reduzir o apetite. Ela evita ainda que a pessoa beba outros tipos de bebidas, que, geralmente, contêm calorias. Alguns estudos mostram que ingerir o líquido antes de comer pode ajudar a emagrecer até 2 quilos a mais em um período de 12 meses. O consumo adequado do líquido antes do café da manhã foi ainda eficiente em reduzir em 13% as calorias da refeição. Além disso, a água ajuda a aumentar o metabolismo e a energia para a prática de atividades físicas.

Água aromatizada também é boa para a saúde?

Depende. Se for aromatizada de maneira natural, sem adição de açúcar extra, ela pode ser uma boa maneira de aumentar sua ingestão diária de água. Isso é particularmente importante para pessoas que não bebem muita água, porque sentem necessidade de sabor e acabaram priorizando outras bebidas. Mas, se a ideia é investir nas águas aromatizadas artificialmente, cuidado! Elas podem conter açúcar e adoçantes.

A água com gás é boa ou prejudicial para a saúde?

Essa água é fabricada com adição de dióxido de carbono sob pressão ao líquido – ou seja, ela pode conter ácido carbônico (ácido fraco) na sua composição. Mas, apesar disso, ela possui um poder hidratante similar ao da água normal, não causa danos aos dentes, ossos ou ao estômago e também não leva à formação de celulite. Há evidências, no entanto, que ela ajuda a melhorar o paladar, já que deixa as papilas gustativas mais sensíveis ao sabor.

Leia também

Mais Recentes