Prático e saudável: aprenda a cozinhar no vapor

PorLucas Borges 22 de novembro de 2018

Na hora da pressa e da fome existem algumas refeições tradicionais que vem à mente para nos salvar: pão de queijo ou hambúrguer congelados, macarrão instantâneo e até mesmo um sanduíche com o que tiver na geladeira. Outras vezes a solução é comer na rua. Entre estas opções, sofre o bolso e o corpo, castigado por alimentos pouco saudáveis. Mas existe um jeito de se virar rápido e de forma nutritiva: cozinhar no vapor.

Cozinhar no vapor

Esqueça o óleo, a manteiga e a frigideira. Ao cozinhar no vapor você não agride o colesterol e ainda contribui para a dieta. O cardápio pode variar desde legumes (brócolis, mandioquinha, berinjela, abobrinha, cenoura, couve-flor, espinafre) até peixes e frutos do mar.

No caso dos legumes, os nutrientes dos alimentos são mais preservados quando feitos no vapor do que na água, além de manterem uma textura e aspecto apetitosos.

Segundo Steven K. Clinton, cientista de nutrição e professor de oncologia da Universidade de Ohio, cozinhar no vapor pode preservar até 84% dos legumes, contra 40% de quando preparados em água fervente. Estudos comprovam que quem consome regularmente legumes e vegetais cozinhados no vapor tem menos chance de desenvolver câncer, diabetes, ataques do coração e problemas de visão.   

“O calor [que envolve o alimento] fica próximo a 100°C, fazendo com que as gorduras presentes em proteínas não saturem. Não temos nem mesmo o risco de criar crostas de gordura ou queimar por excesso de calor”, explica o chef Breno Berdu ao UOL.

Existem itens especiais para esse tipo de preparo, mas é muito fácil improvisar. Basta encher uma panela com água, colocar um escorredor de macarrão um pouco cima do limite da água e cobrí-lo com a tampa da panela. Em pouco tempo a comida vai estar pronta. Mas atenção: é importante higienizar os alimentos muito bem antes de prepará-los.

O tempo varia e depende dos ingredientes e o tamanho da porção mas, em média, pouco mais de 15 minutos são suficientes para a comida ficar pronta. Utilize um garfo para verificar se a carne ou o legume está quente e com uma consistência macia. O sabor proporcionado pelo preparo no vapor aos legumes pode te surpreender – e muitas vezes nem é necessário tempero, mas sal e azeite também caem bem.

Ao final, ainda é possível reutilizar a água que resta na panela, já que ela contém nutrientes e sabor dos alimentos cozidos. Prepare o arroz, o feijão e sopas com essa água, que também faz bem para as plantas e pode ser utilizada para regá-las.

Leia também

Mais Recentes