7 coisas que você precisa saber para cuidar do seu cachorro em casa

PorPedro Katchborian 30 de outubro de 2017

Se você tomou a decisão de alegrar o ambiente da sua casa ao pegar um cachorro, você fez a escolha certa — além de divertir o ambiente, os bichos também diminuem a ansiedade e o estresse em adultos e crianças, como mostra uma pesquisa realizada em 2015 nos EUA.

Mas você sabe bem que os companheiros de quatro patas podem dar (muito) trabalho. Sim, você irá gastar uma graninha e terá algumas tarefas para dar bem-estar ao cão e manter a sua casa limpa, mas irá valer a pena. Repassamos o básico de como cuidar de um cachorro em casa. Veja:

Como cuidar de um cachorro em casa

1. A alimentação

O mais óbvio: você precisa comprar a ração apropriada para o seu cachorro. Isso significa investir em uma ração de qualidade e que se adeque ao porte e idade do seu bicho. Não, você não pode dar chocolate ou pizza.

Não deixe comida à vontade — sirva por pelo menos três vezes ao dia. Ao servir, deixe o pote cheio somente por uma hora. Caso o pet não queira, troque a ração. Fique de olho se ele recusar por mais de uma vez a comida. E nunca (nunca!) se esqueça de deixar água à vontade a todos os momentos.

2. O abrigo

Você mora em casa ou apartamento? Seu pet vai ter um espaço reservado para dormir ou vai deitar com você na cama? De preferência, separe um canto para o animal dormir e comer — e outro, mais longe, para que ele possa fazer as necessidades. Lembre-se de dar uma cama ou algo confortável para que ele possa dormir. No frio, vale comprar (ou fazer) uma roupinha, mas nem todos os cães se adaptam (e uns até podem destruir).

3. Os brinquedos

Cada cachorro tem um perfil, é claro, mas a maioria deles não resiste a uma bolinha. Por isso, brinque com o seu animal regularmente — é uma maneira de se divertir com o pet e esquecer um pouco da rotina cansativa de trabalho. Os cachorros gostam de ganhar novos brinquedos (e até sentem orgulho disso!), portanto, tente comprar novos objetos de tempos em tempos.

4. A castração

Se você adotou um pet, é capaz que ele esteja castrado. Se não, vá ao veterinário e agende a castração. “Ah, mas os filhotes são o máximo!” — sim, são, mas cada ninhada pode dar até 10 (sim, dez!) cães. O que você vai fazer com tantos cachorros? Para evitar os maus-tratos e abandono, é essencial que o bicho seja castrado.

5. As vacinas

Ganhou, adotou ou comprou um cachorro? Leve-o no veterinário: os filhotes precisam tomar vacinas específicas para doenças que os atingem nos primeiros meses de vida. Os adultos também precisam tomar vacinas anualmente. Não brinque com a vida do seu animal!

6. A higiene

As consequências de um cachorro ficar sem tomar banho vão muito além de um cheiro insuportável. Pense na higiene do seu melhor amigo: eles ficam mais propensos a pulgas e outras doenças. A frequência do banho depende do tipo de pelo do animal — isso você pode checar com o veterinário. Outro item que muitos esquecem é escovar o animal, também com uma regularidade.

7. Os passeios

Ah, os passeios…A preguiça pode bater, mas não deixe de passear com o seu cão pelo menos uma vez por dia. O animal vai ficar menos ansioso e vai poder explorar o mundo além da sua casa ou apartamento. Se o seu pet ficar preso dentro de casa, as chances dele ficar mais ansioso e ter um comportamento inadequado (como roer objetos, comer aquele seu sapato e etc) são muito maiores. Não esqueça do saco para recolher as fezes do animal, assim como levá-lo em uma guia adequada e segura.

Leia também

Mais Recentes