TV 4K: por que agora é o momento certo para comprar a sua

PorPedro Katchborian 25 de setembro de 2017

Se você buscou no Google sobre TVs, deve ter visto que os principais destaques são os televisores 4K. À venda por diferentes marcas, esses aparelhos prometem mais de 8 milhões de pixels e imagens de altíssima qualidade. O melhor de tudo é que atualmente encontramos esses equipamentos por preços mais em conta, muito diferente de anos atrás.

Apesar da qualidade, um dos maiores problemas dessas TVs era a falta de conteúdo. Não é mais. Se antes havia pouco conteúdo disponível em 4K, hoje já é possível jogar PlayStation 4 e assistir Netflix em resolução máxima, sem perder nenhum mínimo detalhe.

Afinal, o que é uma TV 4K?

Ok, você sabe que a TV 4K tem imagem de alta qualidade. Mas qual o motivo disso? A TV 4K — também chamada de Ultra HD — é equipada com telas de resolução aproximada de 3840 x 2160 — o que totaliza 8.294.400 pixels. Haja pixels! Mais pixels significa uma imagem mais nítida e mais próxima do real. Além de mais nitidez, uma maior variação de cores pode mostrar detalhes que não poderiam ser vistas em uma TV convencional ou até mesmo uma Full HD (que conta com pouco mais de 2 milhões de pixels).

Quanto custa uma TV 4K?

Muito mais barato do que há 3 anos, com certeza. Em 2014, uma TV 4K era encontrada por até R$ 10 mil. Sim, um pouquinho a mais e você compraria um carro usado. Como quase todas os produtos, depois do “hype”, o preço despenca. Não é exatamente barato, mas hoje você encontra televisores com resolução máxima que o mercado já criou por preços que variam de R$ 2 a 3 mil, das mais variadas marcas (LG, Samsung, Sony…). Uma das mais baratas é o este modelo da LG.

Qual é a diferença entre uma TV Ultra HD e uma TV 4K?

Toda TV 4K é Ultra HD, mas nem toda TV Ultra HD é 4K. A Ultra High-Definition, abreviada de UHD, é utilizada para definir telas com resolução mínima de 3840 x 2160. Ou seja, as telas 8K, de 7680 x 4320 pixels também são consideradas UHD.

E por que vale a pena investir em uma TV 4K agora?

Se antes o problema era conteúdo, não é mais. A produção de conteúdo em 4K está ficando cada vez mais barata — assim como os televisores com essa tecnologia. Veja algumas maneiras de aproveitar a alta resolução da TV:

Jogos

A nova versão do videogame mais popular da Sony, chamado de PlayStation 4 Pro, traz todo o suporte para a resolução 4K. Com a TV adequada e um game preparado para rodar com a tecnologia, é provável que você terá a melhor experiência de sua vida com o console — pelo menos graficamente. Alguns jogos já estão adaptados para rodar com a tecnologia. Alguns deles são Spider-Man, For Honor, Rise of the Tomb Raider, Watch Dogs 2, Horizon Zero Dawn, FIFA 17, Battlefield 1 e Final Fantasy XV.

É fã do Xbox e não da Sony? Então saiba que o Xbox One também tem uma nova versão — chamada de Xbox One X — em que será possível usufruir ao máximo do potencial do 4K. Segundo a empresa, mais de 60 jogos rodarão em 4k no console.

Filmes e séries

Amor da vida de muita gente, a Netflix é uma das maiores produtoras de conteúdo em 4K do planeta. Aliás, a empresa até fez uma pressão em Microsoft e Sony para que atualizasse os seus consoles e usuários pudessem assistir às séries produzidas pela empresa com a resolução Ultra HD. Mas para presenciar Frank Underwood gigante e toda sua maldade detalhados em 4K é necessário pagar o plano premium — R$37,90.

Não é só a Netflix que já está apostando no Ultra HD. A Globosat já investiu em 4K em diversos canais, como no SportV. A própria Globo, por meio do Globo Play, serviço de streaming da emissora, já coloca algumas novelas que foram gravadas já prontinhas para a sua televisão. É hora de investir no conforto da sua casa.

Leia também

Mais Recentes