Telona quente: 7 filmes em 2017 que ainda fazem o cinema brilhar

PorRafael Nardini 23 de novembro de 2017

Alguns filmes em 2017 já contrariam as previsões pessimistas para o cinema feitas há cinco ou 10 anos atrás. Com o avanço da internet e dos serviços de streaming, muitos críticos imaginavam que o bom e velho cinema acabaria ficando para trás. Não faltaram apressados para dizer que a sétima arte estava, sim, com sérios problemas adiante.

Mas o que dizer dos lançamentos absurdos que tivemos este ano, como Homem-Aranha: De Volta ao Lar? E da nova obra-prima de Christopher Nolan, Dunkirk, que arrastou milhares aos fronts virtuais? A telona segue mais viva do que nunca. E abaixo estão 7 filmes do segundo semestre de 2017 que ainda valem o tempo investido.

Os filmes mais esperados de 2017

1. Blade Runner 2049 (5 de outubro)

Todo boato que surgia de que uma sequência de Blade Runner – O Caçador de Androides estava nos planos, a mão dos fãs do clássico de Ridley Scott começava a suar. Enfim, para a surpresa de todos, quando surgiu o primeiro trailer da sequência dirigida pelo ótimo Denis Villeneuve, de A Chegada, cinéfilos do mundo inteiro respiraram aliviados. Ryan Gosling é o novo protagonista e Harrison Ford volta a interpretar Rick Deckard, um dos maiores personagens da história do cinema.

2. Kingsman – O Círculo Dourado (5 de outubro)

Um dos filmes mais divertidos de 2015 vai ganhar uma continuação este ano. E a promessa é de muita ação e comédia. Taron Egerton, Julianne Moore, Halle Berry e Colin Firth (sim, ele voltou) integram o elenco da produção.

3. A Guerra dos Sexos (19 de outubro)

De Jonathan Dayton e Valerie Faris, os diretores de Pequena Miss Sunshine, A Guerra dos Sexos conta a história do confronto entre Billie Jean King (Emma Stone) e do falastrão Bobby Riggs (Steve Carrell). Uma tenista e um astro do esporte aposentado e conhecido por ser um ferrenho conservador. A partida de tênis entre os dois em 1973 acabou como um dos eventos esportivos mais assistidos da história e abriu as portas para discussão sobre igualdade de gênero.

 

4. Thor: Ragnarok (2 de novembro)

E lá vem o terceiro filme solo do Deus do Trovão da Marvel. Desta vez, tudo parece caminhar para um caos sem fim. Loki assumiu o controle de Asgard, a poderosa Hela emergiu para roubar o trono para si e Thor segue preso bem longe dali. Para ajudar Thor a escapar, um Vingador bastante conhecido vai fazer sua parte: o Incrível Hulk. Os astros Chris Hemsworth, Tom Hiddleston, Cate Blanchett, Mark Ruffalo e Benedict Cumberbatch estão garantidos na sequência.

5. Borg vs McEnroe (9 de novembro)

Lembra de Rush – No Limite da Emoção? Nele o diretor Ron Howard transformava a rivalidade da Fórmula 1 em uma história mais profunda de rivalidade e respeito, resvalando na antiga linguagem dos faroestes. É bem por aí a ideia por trás de Borg vs McEnroe, que traz para a telona a enorme rivalidade dos tenistas John McEnroe (Shia LaBeouf) e Björn ‘Ice Man’ Borg (Sverrir Gudnason) no torneio de Wimbledon, em 1980. A trama conta também com o ator Stellan Skarsgård.

6. Liga da Justiça (16 de novembro)

Se Os Vingadores são uma franquia das mais bem rentáveis da história, faltava que a Liga da Justiça, da rival DC, começasse a trilhar seu espaço. Com direção de Zack Snyder, os super-heróis Batman, Mulher-Maravilha, Flash, Aquaman e Cyborg se unem para combater a ameaça encarnada no Lobo da Estepe, o braço direito de Darkseid, o senhor da guerra alienígena, que veio parar na Terra. Como não poderia deixar de ser, tudo com um elenco para lá de estrelado: Ben Affleck, Henry Cavill, Gal Gadot, Jason Momoa e Ezra Miller.

7. Star Wars: Episódio VIII (17 de dezembro)

Depois do excelente Episódio VII: O Despertar da Força, a expectativa para a sequência da maior saga cinematográfica da história só cresce. Pouco se sabe sobre a trama – nem mesmo o trailer entrega muita coisa -, mas é esperado que o treinamento da nova protagonista Rey seja apenas o começo da trama… Com a presença garantida de Luke Skywalker, Rey aprende a manejar o sabre de luz e a usar a Força. Tudo leva a crer que as coisas não vão sair lá como muitos fãs gostariam.

Leia também

Mais Recentes