Guia rápido sobre e-Sport: entenda LoL, CS e outros games

PorPedro Katchborian 21 de setembro de 2017

O eSport, ou esporte eletrônico, é a prática de jogar games de maneira competitiva em diferentes plataformas. Desde que o multiplayer existe e que reunimos amigos ou família para fazer aquela maratona do clássico Winning Eleven já era possível ver que a competitividade dos games é séria, sim. Os gráficos evoluíram, o multiplayer local é raro, mas os games online tornaram-se febre há alguns anos. E tudo indica que continuarão por algum tempo com jogos como LoL (League of Legends), CS (Counter Strike) e outros.

De maneira profissional, tudo começou na Coréia do Sul, em que o eSport é reconhecido como modalidade competitiva antes mesmo de você ter aquele Play 2, lá no ano 2000. Os campeonatos de videogame são quase tão antigos quanto os próprio consoles. Em 1980, por exemplo, um campeonato de Space Invaders, para o Atari, reuniu mais de 10 mil pessoas nos Estados Unidos. A década de 90 também foi importante, já que rolaram campeonatos promovidos pela Nintendo. Mas foi só no começo do século que o eSport passou por um crescimento significativo e que os gamers se tornaram profissionais. Foi também na Coreia do Sul que foram criados dois canais com programação dedicada exclusivamente a jogos eletrônicos. Na época, os principais games eram Starcraft e Warcraft III.

Atualmente, o salário dos gamers profissionais chega aos sete dígitos: são milhões em prêmios distribuídos em centenas de eventos anuais. Enquanto a cena do eSport brasileiro ainda luta para conseguir espaço, nos países asiáticos, Europa e Estados Unidos os gamers são verdadeiras celebridades.

Junto com os campeonatos e games há plataformas que ajudam os gamers. Uma delas é o Twitch, site em que jogadores podem fazer streamings de seus jogos. Veja abaixo uma lista com os principais games de eSport:

Os principais games de eSport

League of Legends

 

Você já deve ter ouvido falar por aí na expressão “jogar um LoL”. Lol é abreviação de League of Legends, um jogo lançado pela Riot que conta com mais 60 milhões de jogadores todos os meses. Lançado em 2009, o game League of Legends é do gênero MOBA (multiplayer online battle arena).

São quatro modos de jogo: Summoner’s Rift, Twisted Treeline, Crystal Scar e Howling Abyss. O mais popular deles é o Summoner’s Rift, em que dois times de cinco jogadores precisam destruir o Nexus, uma estrutura inimiga que fica do outro lado do mapa. O Nexus cria jogadores chamados de minions, que avançam em direção à base inimiga. Assim como no futebol, cada gamer joga em uma posição. São elas: top, jungle, mid, adc e suporte.

No Brasil, o principal campeonato é o CBLoL (Campeonato Brasileiro de LoL). Entre as principais equipes de eSports no Brasil estão a Intz, Keyd Stars, paiN Gaming, Red Canids e outros. Também existe o Campeonato Mundial de LoL, que há 4 anos tem equipes coreanos vencendo o torneio. O vencedor do CBLol participa do campeonato mundial, mas nenhum time brasileira ainda conseguiu posição de destaque.

Counter Strike

Febre global no começo dos anos 2000 e voltou recentemente ao posto que lhe pertenceu um dia. Se o corujão da lan house no começo do século parecia sério, agora o nível é outro: Counter Strike: Global Offensive, versão mais recente do jogo, conta com a ELeague, liga profissional que reuniu 24 times de todo o mundo para competir durante um ano. A ELeague foi lançada com vários parceiros comerciais e de transmissão. No Brasil, é transmitida pelo Esporte Interativo.

Em relação aos torneios, o Brasil vai bem no CS:GO. A equipe SK Gaming é alemã, mas o time de CS:GO é formado inteiramente por brasileiros. Segundo o ranking internacional, a SK Gaming é o 3º melhor time de CS:GO do mundo.

Dota 2

O Dota 2 foi lançado em 2013 e também é considerado um Multiplayer Online Battle Arena (MOBA). A ideia do game é derrotar a equipe adversária e destruir o “ancião” que fica no meio da base inimiga. Cada base é defendida por torres e o modo de jogar se assemelha ao de Lol: há três caminhos que podem ser percorridos na tentativa de alcançar o objetivos — (top), meio (mid) e baixo (bottom). Assim como em League of Legends, Dota 2 conta com 5 pessoas para cada equipe.

O Brasil ainda busca espaço no cenário internacional de Dota 2. Em 2017, a equipe brasileira SG E-Sports alcançou um feito ao conseguir uma vaga para um Major, campeonato oficial organizado pela Valve, produtora do game. No torneio, que rolou em abril de 2017, a SG eSports chegou até as quartas de final e ganhou quase R$ 400 mil em premiação.

Outros games, dinheiro e audiência

Além de LoL, CS:Go e Dota 2, vários outros jogos têm competições internacionais, premiações exorbitantes e milhares de games internacionais. Entre eles estão Street Fighter V, Fifa 17, PES 17, Overwatch e Hearthstone.

Tanta gente jogando diferentes games significa muito dinheiro envolvido em todo o negócio. Segundo um estudo publicado pela NewZoo em fevereiro de 2017, o mercado de eSports teve um crescimento de 51,7% em 2016 em relação a 2015. A perspectiva para 2017 é ainda maior: a projeção é que o mercado movimente cerca de US$ 700 milhões. Em 2020, o número deve chegar a US$ 1,4 bilhão.

O dinheiro também é reflexo de uma grande audiência; segundo o mesmo estudo, cerca de 162 milhões de pessoas assistiram eSports em 2016. A projeção para 2017 é um crescimento de 19,6%, chegando a 194 milhões de pessoas.

Leia também

Mais Recentes