Dieta dos atletas da NFL: Saiba como se alimentam 5 astros do futebol americano

PorLucas Borges 28 de agosto de 2018

Os gigantes jogadores da NFL, a liga de futebol americano, pagam um preço pelo porte físico para lá de avantajado apresentado por eles. À primeira vista, o “sacrifício” pode parecer delicioso, mas muitas vezes a rotina soa exagerada: a dieta desses atletas ora é peso pesado, ora é extremamente regrada. Saiba como alguns deles mantêm a forma, segundo a Fitness Republic.

A dieta de 5 jogadores da NFL

1. Russell Wilson (Seattle Seahawks)

O quarterback do Seattle Seahawks se enquadra no time dos jogadoes da NFL comilões, com restrições. Sua dieta consiste em nove refeições diárias, em um total de 4.800 calorias, cortando gordura e glúten. Um homem de 30 anos, 1,80m e 80kg, por exemplo, precisa de 2.450 calorias por dia para manter seu peso.

No café da manhã, Russell come duas xícaras de mingau de aveia, peito de frango, frutas e seis ovos. No almoço, ele ingere 225g de proteína magra com uma xícara de batatas ou arroz e vegetais. Para o jantar, um bife ou filé de peixe com vegetais ou salada. Ele ainda “belisca” shakes de whey protein, frutas, amêndoas e manteiga de amêndoas ao longo do dia.

2. Rashad Jennings (New York Giants)

Enquanto Russell Wilson é uma espécie de maestro, o cérebro da equipe, Rashad Jennings, running back do New York Giants até a última temporada, tinha como missão furar os bloqueios defensivos do adversário à base de muita força, explosão e velocidade para conquistar terreno e conseguir touchdowns. Em sua dieta estão inclusas refeições bem balanceadas sem proteínas lácteas, carboidratos e glúten e com açúcares. Ele não conta as calorias que ingere e come o mesmo fora da temporada da NFL e durante os jogos.

O astro do Giants faz de três a quatro refeições principais por dia, com um grande shake ou claras de ovo com mingau e bacon de peru no café da manhã. Para o almoço e o jantar, salada com proteínas, mais proteína animal (carne de bisão, cada vez mais popular nos EUA, bife a rolê de peru ou frango grelhado), arroz rico em amido, massa, batata doce e vegetais, mais frutas ou iogurte. De vez em quando Rashad experimenta uma sobremesa. Come snacks, frutas, almôndegas de peru, shakes de proteína ou homus sem glúten, abacate e bacon de peru. Ele também adora sushi.

3. Tom Brady (New England Patriots)

O mega vencedor quarterback do New England Patriots (líder em títulos de Super Bowl em toda história, com cinco troféus) assume hábitos alimentares mais restritos do que a maioria dos companheiros jogadoras da NFL. Cerca de 80% do que Brady come são vegetais e grãos como quinoa, arroz integral, millet e feijão. O restante é composto por carnes magras como frango, pato, peixe (especialmente salmão) e bifes orgânicos. Azeite de oliva, óleo de coco e sal rosa do Himalaia para o tempero.

A lista de itens que Brady não come é grande. Berinjela, cogumelos, pimenta e às vezes até tomate ficam fora da lista. Açúcar refinado, sal iodado, sal com sódio, cafeína e gordura também são excluídos. Seria tudo isso influência da esposa, a mega modelo brasileira Gisele Bundchen?    

4. Matt Kalil (Carolina Panthers)

Diferentemente dos três comilões anteriores, este é um atleta que atua diretamente na linha de scrimmage, o espaço do campo onde os jogadores da NFL se digladiam diretamente. Portanto, Matt Kalil é um peso pesado. O offensive tackle do Carolina Panthers consome mais de 6 mil calorias diárias para manter sua volumosa massa corporal.

São três shakes de proteínas por dia, cada um com 800 calorias, mais três generosas refeições. Batata doce, massa, carne magra, sanduíches com manteiga de amendoim e geléia e snacks extra se necessários. Ainda assim, Kalil evita os doces. As calorias saudáveis são prioridade para manter a força e a energia no topo.

5. Lorenzo Alexander (Buffalo Bills)

O veterano do Buffalo Bills é um caso de jogador da NFL que teve que perder peso ao mudar recentemente de posição, passando de um posto defensivo para outro – de linebacker para defensive tackle. Durante a pré-temporada antes da transição, Alexander perdeu mais de 30kg restringindo o consumo de carboidratos e cortando completamente os doces. Eventualmente, ele acrescentava carboidratos para ganhar energia na hora das partidas.

Agora, Alexander (35 anos) ingere alimentos nutritivos como mingau de aveia, waffles saudáveis feitos com mandioca ou trigo mourisco com bacon de peru e claras de ovos. Salmão, arroz integral, vegetais e salada compõem almoço e jantar. Ao longo do dia, ele ainda se alimenta com shakes de proteína, frutas, amêndoas e bolos de arroz com manteiga de amendoim. Após os jogos, o atleta diz se permitir comer algumas “besteiras.”

Leia também

Mais Recentes