Escudo, estádio e história: como a cidade de Paris abraça o PSG

PorPedro Katchborian 16 de Abril de 2018

O PSG leva, em seu escudo, o maior símbolo da cidade de Paris: a Torre Eiffel, um dos principais pontos turísticos do mundo. A relação do Paris Saint-Germain com a sua cidade-sede começa logo em sua fundação: o PSG só foi criado pois empresários sentiam a necessidade de ter um clube grande e popular na capital francesa, o que não existia até então.

A relação entre os parisienses e o clube tem melhorado a cada temporada — a média de público é um indicativo. A média da temporada atual ultrapassa os 46 mil torcedores por partida, contra 45 mil de 2016-2017. Com um time cada vez mais competitivo e uma estrela mundial como Neymar, mais espectadores estão indo ao Parc des Princes.

A história do escudo do PSG ajuda a explicar um pouco da relação com a cidade. O símbolo começou a fazer menção à Torre Eiffel em 1972 e, depois de pequenas alterações, chegou ao que é atualmente. Além da Torre Eiffel, o escudo também tem uma flor-de-lis, que representa o monarca Luís XIV, que nasceu na cidade de Saint-Germain.

Em 2013, quando foi feita a última alteração no escudo, o presidente Nasser Al-Khelaifi explicou que a mudança buscava aproximar o clube ainda mais de sua cidade. “O novo logotipo expressa o posicionamento do clube em torno do legado de excelência de Paris e seus dois valores universais: ética e estética. A Cidade da Luz, ícone incontestável no mundo inteiro, constitui uma alavanca excepcional para impulsionar o nome de Paris Saint-Germain”, disse em comunicado.

Aliás, se existe uma cidade aliada de Paris nessa história toda é Saint-Germain, local próximo à capital que ajudou a formar o que hoje é um dos principais clubes de futebol do planeta. No entanto, Paris continua sendo a casa do PSG e, do escudo ao uniforme, há menções à cidade das Luzes.

Outro ponto a ser considerado na relação do PSG e da França é o elenco atual da equipe. Mesmo com grande investimento, o Paris Saint-Germain mantém a sua tradição e conta com 9 jogadores franceses no clube, sem esquecer das suas raízes. Entre eles estão Mbappé, Rabiot, Kurzawa, Aréola e Kimpembe.

Parc des Princes: um monumento em meio à tantos outros

Próximo o Rio Sena, que corta Paris, o Parc des Princes está localizado no oeste da cidade e fica próximo à vários locais de importância histórica para os parisienses. A Torre Eiffel pode ser vista do estádio e fica a 15 minutos de carro, enquanto o famoso Museu do Louvre fica a cerca de 25 minutos de carro.

Em uma cidade de tirar o fôlego, o Parc des Princes faz parte do roteiro turístico da cidade das Luzes, compondo o visual de uma das cidades com as melhores vistas do planeta.

Leia também

Mais Recentes