7 passos definitivos para começar a correr bem

PorPedro Katchborian 25 de setembro de 2017

Ao contrário de diversas atividades físicas, você não precisa de muito para começar a correr: basta um terreno plano e bastante disposição. Mas há algumas regrinhas para quem pretende entrar no clube dos viciados em corrida — a maioria delas pensando na sua saúde.

A corrida é uma atividade física ótima para quem visa melhorar a saúde: além de fortalecer músculos e ajudar a emagrecer, a corrida auxilia no controle do colesterol e previne doenças como osteoporose. Portanto, é uma ótima para quem quer começar a praticar exercício e não sabe o que fazer.

O que fazer para começar a correr

1. Faça um teste ergométrico

Sabe aqueles testes que vemos jogadores de futebol fazendo antes de assinarem contratos? É claro que eles são muito mais intensos, mas o princípio é o mesmo — ver se está tudo bem com o corpo do atleta. Para pessoas sedentárias ou com doenças crônicas, o teste ergométrico é essencial para compreender a resistência ao esforço de cada pessoa. Portanto, nada de sair correndo por aí sem visitar um médico antes.

2. Escolha um tênis adequado

Sim, invista em um tênis adequado. E, não, não serve aquele tênis de corrida que você comprou há 10 anos…O calçado é essencial para evitar lesões, principalmente as do joelho. Você não precisa comprar o modelo mais caro — peça ajuda para vendedores e busque comprar os produtos mais macios.

começar a correr

Foto: Istock/Getty Images

3. Fortaleça os músculos

Começar a correr também implica em um fortalecimento muscular, ainda mais se você estiver um bom tempo sem praticar nenhum tipo de exercício. Os principais músculos a serem trabalhados são os da perna e o do core (abdômen e lombar) — você depende deles para a corrida.

4. Saiba o seu limite

“Quando vou correr minha primeira meia-maratona?”, você pode se perguntar. É normal traçarmos objetivos ousados, mas, ao menos no começo, é importante entender o limite e saber que tudo vai acontecer aos poucos. Uma dica para começar bem ao praticar a atividade é utilizar a esteira — em que é possível controlar o ritmo e diminuir o impacto –, além de fazer corridas intervaladas com caminhadas.

5. Não se esqueça de alongar

Sabemos que é chato se alongar, mas é necessário para evitar qualquer tipo de lesão e aumentar a flexibilidade. Isso significa corridas menos doloridas e você acordando mais inteiro no dia seguinte ao exercício.

6. Faça o exercício com frequência

Não adianta correr semana sim, semana não. Se você quer alcançar os seus objetivos — seja lá qual forem — o ideal é praticar a atividade pelo menos três vezes por semana. Desse jeito, você já pode ver alguns resultados relacionados a saúde em apenas duas semanas.

7. Vá evoluindo aos poucos

Ter um programa de corrida pode te ajudar a controlar o seu ritmo e acompanhar a sua evolução. Este artigo do Ativo dá um programa de 8 semanas para começar a correr. Neste método, a primeira semana traz treinos contínuos com duração de 40 minutos, mas de maneira intervalada, enquanto a segunda já traz exercícios mais intensos.

Leia também

Mais Recentes