Como correr meia-maratona ou maratona

PorPedro Katchborian 19 de Janeiro de 2018

Você passou pelos 5 km, pelos 10 km e agora quer alcançar a incrível marca de 21 km percorridos na corrida – a famosa meia-maratona. Ou até ir além: fazer como os atletas olímpicos e conseguir correr uma maratona completa — 42 km. Prepare-se: você vai precisar de muita dedicação.

Conversamos com Marcelo Baltazar, personal trainer e responsável técnico da MB Personal Treiners, que deu algumas dicas sobre como conseguir alcançar essas grandes distâncias.

Como conseguir correr uma meia-maratona ou maratona?

Muita dedicação. Muita mesmo. Baltazar reforça que a principal diferença entre a pessoa que está correndo 5 ou 10 km para quem quer correr 21 ou 42 é a disposição para treinar.

“Ela precisa estar preparada para fazer de quatro a cinco treinos por semana”, explica. “Colocamos na cabeça de nossos alunos que ela vai precisar de muita dedicação. Também precisamos identificar o momento certo, a pessoa precisa estar em um bom momento profissional e pessoal, pois terá que deixar de fazer algumas coisas”, afirma.

Quem quer completar uma prova de 21 km correndo o tempo inteiro não poderá perder treinos, terá que acordar cedo para treinar, às vezes à tarde. “Se a pessoa andou durante a prova ela quebrou todo o planejamento. E isso acontece muito”, diz.

Assim como a distância em relação aos 10 km — que mais do que dobra, a dedicação com a alimentação também tera que ser dobrada. Os treinos intervalados também dobram. “Se o cara para 10 km fazia 10 tiros de 500 metros, agora para a meia maratona ele vai fazer 8 tiros de 1000, 9 tiros de 1000”, explica.

Em quanto tempo você vai conseguir correr uma meia-maratona ou maratona?

Se a pessoa completou com êxito os 10 km e tem o sonho de disputar uma meia-maratona, ela precisa de pelo menos 6 meses de treinos intensos. Para quem quer correr uma maratona o treino pode chegar a 1 ano. Marcelo explica que há um desgaste muito grande ao final dessas provas. “Se você terminar uma maratona, vai chegar no final sem nem saber o que está acontecendo”, diz.

A pessoa tem que ter em mente desse risco — é um esforço muito grande. “Em uma maratona, por exemplo, a pessoa pode chegar no km 32 sentindo que não dá mais. São outros 10 km que ela terá que correr quebrada”, explica. “Mas toda a preparação é feita para isso não acontecer. A semana antes das provas você não pode comer nada errado, tomar água todos os dias…Tudo isso tem que estar regulado”, explica. Quarenta e dois km são cerca de 4 horas correndo. “Se você não tiver uma hidratação legal, pode quebrar”, afirma.

Leia também

Mais Recentes