Exercícios no inverno: Como o frio influencia o seu desempenho esportivo

PorLucas Borges 26 de junho de 2018

A menor disposição para fazer exercícios no inverno é apenas um dos efeitos causados pelo tempo frio no nosso organismo. Músculos mais enrijecidos, extremidades do corpo geladas e com baixa circulação sanguínea e até mesmo desidratação são outras influências do frio no seu desempenho esportivo. Nem tudo causado pela baixa temperatura no corpo, porém, é negativo.

Uma das ações do tempo mais sentidas durante exercícios no inverno é o enrijecimento muscular. O frio deixa o corpo mais tensionado e se não nos alongamos e nos aquecemos adequadamente, o risco de lesões é mais elevado.

 

Exercícios no inverno: Como melhorar seu desempenho esportivo

Pela lógica, a desidratação deveria ser um risco sob temperaturas mais elevadas, mas essa é uma preocupação que deve ser levada em conta no inverno. Como no frio sentimos menos sede, nos atentamos menos a beber água durante os exercícios e somos mais suscetíveis à desidratação. Nessas condições, também perdemos mais água na respiração e acabamos indo mais vezes ao banheiro – o frio é diurético. É importante se policiar para ingerir líquidos antes, durante e depois da prática esportiva.

Segundo o Earth Networks, a prática esportiva também pode desencadear a ocorrência de asma, especialmente em climas frios e secos – condições bastante comuns em certas regiões do Brasil no inverno. A utilização de inaladores, alongamento adequado, uso de vestimentas apropriadas e atenção para respirarmos pelo nariz durante os exercícios são formas de se evitar essa doença.

Luvas, gorros e meias reforçadas também são importantes para proteger as extremidades, menos aquecidas do que o restante do corpo. O 220 Triathlon lembra que a hipotermia ainda pode provocar a redução das funções cognitivas, confusão e desorientação, outro motivo para se proteger com roupas adequadas.

O efeito positivo do treino no inverno

Por outro lado, como o ar está mais fresco no inverno, é menos difícil regular a temperatura do corpo nesse período do ano – desde que se use vestimenta apropriada. A temperatura ideal para a realização de maratonas, por exemplo, fica na faixa de menos de 15ºC. Dessa forma, é possível se exercitar por períodos mais longos e de maneira mais produtiva no frio. 

O tempo frio, informa ainda o Earth Networks, aumenta nossa habilidade de concentração. Isso porque desaquecer o corpo em condições de calor é mais trabalhoso do que aquecê-lo com o ar gelado. Desde que, mais uma vez, se use os itens de vestimenta recomendados.

 

 

Leia também

Mais Recentes