4 dicas certeiras para quem quer começar a tomar suplemento

PorPedro Katchborian 15 de setembro de 2017

Você decidiu fazer academia e chegou a hora de apostar nos suplementos ou complementos dietéticos. Antes de tudo: Cuidado. Não saia comprando aquele pote gigante de whey protein que algum amigo já faz uso. Para usar suplementos, o primeiro passo é entender quais são as necessidades do seu corpo e seu principal objetivo.

Para deixar sua missão mais fácil, o Você Sempre Pronto conversou com Natasha Terra, nutricionista especializada em estética e esporte. Os melhores pontos da conversa você acompanha nas próximas linhas.

4 dicas para quem quer começar a tomar suplemento:

1) Por que você vai tomar suplemento?

O que você espera do suplemento? Faça essa pergunta a você mesmo e responda de forma direta e honesta. Definindo o seu objetivo, será mais fácil escolher o complemento nutricional mais indicado para o seu perfil. “Suplementos nutricionais tem a função de complementar a dieta de uma pessoa onde a sua alimentação rotineira seja insuficiente para determinado objetivo, seja ele por saúde ou desempenho físico”, diz a nutricionista.

2) Fique atento para possíveis efeitos colaterais do excesso de suplementos

Natasha Terra conta que quem faz uso de suplementos de maneira incorreta pode sofrer uma série de efeitos colaterais indesejados que podem ter um impacto maior ainda a longo prazo. Entre as possíveis consequências, conta a especialista, estão a sobrecarga renal, aumento do percentual de gordura, acne, gases, alergias respiratórias e dificuldade de digestão. “Para iniciar a suplementação, deve-se levar em consideração o tipo de treinamento, tempo, composição corporal, hábitos alimentares e exames laboratoriais”, explica Natasha.

3) Consulte um profissional

Se você pretende começar a tomar suplementos para ganhar massa, vale uma consulta com um nutricionista ou médico antes. Natasha lembra que só o nutricionista é capaz de calcular a ingestão diária das necessidades de macronutrientes e micronutrientes. “Esse cálculo irá cobrir as necessidades nutricionais, que podem aumentar, por exemplo, por causa dos exercícios físicos. Especificamente para atletas, os suplementos auxiliam no aumento do rendimento”, afirma.

4) Talvez você nem precise de suplementos para ganhar massa

Além de ter efeitos colaterais indesejados e sobrecarregar órgãos, os produtos também podem pesar no bolso: o gasto mensal com suplementos pode ultrapassar os R$100. Portanto, entenda que talvez você não precise de suplementos. Dependendo do caso, mudanças na alimentação podem ser suficientes para alcançar o objetivo. “Para fazer uma atividade física comum, como exercícios aeróbicos e musculação, uma alimentação balanceada já irá suprir todas as necessidades”, completa a nutricionista.

Brasileiros amam suplementos, mas nem sempre consultam médicos

Os suplementos são queridinhos dos brasileiros. Segundo uma pesquisa de 2015 feita pela Associação Brasileira da Indústria de Alimentos para Fins Especiais e Congêneres (Abiad), mais de 54% dos brasileiros tomam algum tipo de suplemento alimentar. Por aqui, os mais consumidos são os ácidos graxos (ômega-3), aminoácidos (BCAA, sigla para Branch Chain Amino Acids), minerais (cálcio), óleos (óleo de fígado de bacalhau), plantas (goji berry), proteínas (whey protein) e vitaminas (multivitamínicos).

Entre os que tomam suplementos ou complementos dietéticos, cerca de 60% disse que recebeu alguma recomendação — seja de médicos, educadores físicos, farmacêuticos ou nutricionistas. Ou seja, 40% sequer consulta um profissional antes de começar a tomar.

Os motivos para o consumo variou bastante: cerca de 86% por questões de saúde, 57% pela prática de atividade física e 45% por razões estéticas. Jovens preferem suplementos para ganhar massa, como whey protein e BCAA — dois dos principais aliados de quem é iniciante na academia — enquanto os mais velhos preferem ômega 3.

Leia também

Mais Recentes